Viveiros Werle investe R$ 2,2 milhões em Nova Petrópolis

Por Milena Costa

Investimento inicial de R$ 2,2 milhões e uma unidade de produção de mudas de 3.500 metros quadrados. Este é o projeto que a empresa Viveiros Werle está executando na localidade de Linha Araripe, em Nova Petrópolis. O prefeito Jorge Darlei Wolf e o secretário municipal de Turismo, Indústria e Comércio, Rodrigo Santos, conheceram detalhes do empreendimento no dia 26 de maio.

Com matriz no Município de Passo do Sobrado, na região de Santa Cruz do Sul, a empresa de Luciano Werle busca o investimento na Serra Gaúcha como uma forma de ampliar a produção e expor a marca ao público que transita pela ERS-235.

“Não haveria lugar melhor para fazer esse investimento, principalmente pelo potencial de divulgação da marca, o que faremos através de um grande trabalho em paisagismo”, afirma o empresário.

A unidade de Nova Petrópolis ainda está com obras em andamento, mas a previsão de Luciano Werle é começar a produção de mudas em aproximadamente 40 dias. “Para a primavera já vai ter produção”, acrescenta Werle. O prefeito Jorge Darlei Wolf e o secretário Rodrigo Santos colocaram-se à disposição para auxiliar nas necessidades do empreendimento. Entre os temas que receberão maior atenção estão os contatos junto à Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR), para a construção do acesso, e com a RGE para a ligação de energia trifásica.

“Nova Petrópolis tem muito a ganhar com o investimento dos Viveiros Werle, ainda mais por se tratar de uma empresa que fez questão de estar presente em nosso Município”, declara o prefeito.

Já o secretário Rodrigo Santos salientou os potenciais que ainda poderão ser explorados na área do turismo. “As pessoas que viajam pela ERS-235 com certeza terão interesse em conhecer este belo lugar”. Conforme o empresário, em um segundo momento poderão ser realizados investimentos voltados ao turismo, bem como ampliações na capacidade produtiva, o que dependerá dos resultados de adaptação das plantas.

Cisterna

Um dos destaques no projeto do Viveiros Werle em Linha Araripe é o aproveitamento da água da chuva. Uma cisterna, com capacidade 1.400 metros cúbicos, está sendo construída sob a área que receberá o paisagismo.

Foto: Francis Jonas Limberger/PMNP | Fonte: Assessoria
Publicidade

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.