Guarda Municipal de Canoas recebe curso de Inteligência em Segurança Pública

Por Ester Ellwanger

A Guarda Municipal de Canoas e representantes de mais 22 órgãos estão recebendo um curso de Inteligência em Segurança Pública, contrainteligência, análise e processamento de dados e operações de inteligência. As aulas iniciaram nesta segunda-feira, 18 de outubro, com a Superintendente da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) no Estado, Marina Molon. O curso finaliza na sexta-feira, 22 de outubro, após 45 horas/aula.

Além da Guarda Municipal de Canoas, ainda participam do curso guardas de outros 12 municípios do Rio Grande do Sul; de integrantes da Base Aérea, Brigada Militar, Polícia Civil, Susepe, Trensurb e servidores das secretarias da Educação, Transportes e Mobilidade, e de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovação.

O secretário de Segurança Pública, delegado Emerson Wendt, explica que o objetivo do curso é capacitar agentes das Guardas Municipais, profissionais de inteligência e profissionais de secretarias municipais de Canoas, parceiras no trato e difusão de dados relevantes para a gestão pública, desenvolvendo competência para o aumento da eficiência em atividades de inteligência e segurança municipal.

“A ideia é que os alunos compreendam a metodologia da atividade de inteligência, saibam utilizar as ferramentas e as técnicas para que sejam aplicadas no âmbito do município. Com teoria e prática, o curso tem a finalidade de trabalhar a qualificação de informações e dados e oferecer o aprendizado de uma metodologia de produção de conhecimento, com planejamento, reunião de informações, análise e difusão de dados/informações, que pode ser utilizado de forma estratégica em diferentes secretarias municipais”, afirma Wendt.

Já Marina esclarece que, por competência legal, a Abin tem a atribuição de formar recursos humanos na área de Inteligência. “As iniciativas de criação de núcleos de Inteligência dentro das guardas municipais são louváveis e devem ser incentivadas. Os guardas municipais atuam muito próximos da sociedade local e são agentes de grande importância na coleta de informações de interesse para os diversos órgãos de segurança pública e afins. O Sistema Brasileiro de Inteligência (Sisbin) só tem a ganhar com a atuação das guardas municipais em proveito da nossa atividade”, ressalta Marina.

O curso será ministrado por profissionais de Inteligência, capacitados e em parceria com a Secretaria Municipal de Segurança Pública. Além da Agência Brasileira de Inteligência (ABIN), os demais professores são da Polícia Civil, Exército Brasileiro, Força Aérea Brasileira (Base Aérea), Diretoria de Inteligência e Análise Criminal de Canoas e Guarda Municipal de Porto Alegre.

Foto: Guilherme Pereira/Divulgação | Fonte: Assessoria
Publicidade

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.